Uma solução para o NavSincro Lite

Dia desses recebi um pedido de um amigo para ver se havia atualização no GPS dele, um NavCity Way 40.

Navcity_way40

Fonte: NavCity

Encontrei no site do fabricante a informação de que poderia atualizar o aparelho após baixar e instalar um aplicativo. O site é o http://www.navcity.com.br/navsincro.php. Mas link para download não funciona. Depois de pesquisar, descobri que o download do aplicativo teria que ser feito pelo site http://www.hunteradar.com.br/site/downloads.php.

Depois de baixado e instalado, começam as dores de cabeça. O programa abre e na sequencia, fecha. Achei que era versão do windows (Windows 10 64 bits). Tentei no Windows Vista (sim, tenho ele rodando em um pc velho). Mesmo erro. Culpei o Windows 10 por ser novo e o Windows Vista por ser o Vista. Em modo de compatibilidade em ambos os sistemas, o programa exibiu o mesmo comportamento.

Nesse meio tempo encontrei vários usuários com o mesmo problema, mas sem nenhuma ideia de solução. Nem via reclame aqui o fabricante deu uma solução. E são umas quantas reclamações.

Hoje instalei o aplicativo no PC do trabalho, que roda Windows 7 32 bits. O programa abre e fecha. Via modo de compatibilidade, desci a versão do Windows até o windows 95. Nada. Fui no diretório da instalação do aplicativo e encontrei no arquivo chamado debug.txt informações sobre o problema. E por tabela a “solução”. E essa “solução” serve para todas as versões do GPS que usam o NavSincro Lite: Way 30, Way 40, Way 45, Way 55, Way 75, NC750, NC550, NC540, NC450, NC440, NC500, NC430, NC350, NC300, NAV 400 e NAV 430.

A solução é simples: COMPRE OUTRO APARELHO OU COMPRE OUTRO APLICATIVO PARA O APARELHO. Segundo li, é possível instalar o iGO no WAY 40, mas como esse aparelho não é meu tenho que ver com o dono o que será feito. Nos outros modelos eu não sei.

A explicação:

----------------------------------------
 INÍCIO DO LOG - Atualizador da base de radares
 =============
 Hora: 18/12/2015 XX:XX:XX
 Versão do Sistema Operacional: Microsoft Windows NT 6.1.7601 Service Pack 1
 Versão do .NET Framework: 2.0.50727.5485
 ----------------------------------------

Verificando versões dos aplicativos...
 Url de versões sendo acessadas: http://www.servdados.net/atualizador/versaoNavSincroLite.txt
 Stream de versões NULL. Falha.

Tentei acessar via browser esse link, sem sucesso. Tentei acessar o raiz do site (www.servdados.net), sem sucesso também. Via Whois. Os DNS apontam para tgssolucoes.com.br que também está fora do ar.

E é isso. Se algum dia o sistema voltar a vida, aviso por aqui.

Review da Caloi Aluminium

Desde março de 2014 tenho pedalado na Caloi Aluminium. Escolhi ela pelo preço e pelas boas indicações que li no post do fórum do site pedal.com.br. A compra foi pelo site do Netshoes e o processo ocorreu sem nenhum transtorno.

O manual da bicicleta é bastante claro quanto a capacidade de carga da bicicleta: 90 km kg. Como eu continuo com um peso aproximado de 120kg, a bicicleta precisou passar por upgrades já na chegada para aguentar o peso extra: aros com parede dupla (Vzan Aero. O original é simples), pedal de alumínio (os originais são de material plástico), cubo e raios reforçados (só na roda traseira). Ainda troquei o selim por um mais confortável. Como o meu objetivo é rodar só  em asfalto, troquei os pneus MTB por um liso (Kenda K-90).

Atualmente a bike está com cerca de 4450 km rodados, e muitas peças ainda são originais: câmbios, cubos e raio da roda da frente, mesa, pedivela, garfo e freios. Os manetes e trocadores foram trocados (para Shimano EF-65) com menos de 3 meses de uso por que os originais são fracos. Aguentam bem um passeio esporádico de fim de semana, mas fazendo de 200 a 400 km no mês, a coisa complica.

Para o próximos meses, o aro traseiro e os câmbios serão substituídos, já que fui desafiado a fazer uma cicloviagem de 400km em setembro. Em vias de conclusão, o suporte para o bagageiro e alforges DIY. Na posição original do bagageiro, as alforges encostam nos pés. Quando as alforges estiverem “homologadas” para uso, conto por aqui.

Texto 24/52 – Finalmente saiu

Em 2013 tive a ideia de fazer uma foto por dia. E foi muito legal. Para 2014 a ideia era escrever um texto por semana. Mas escrever é mais difícil que fotografar e o projeto atrasou tanto que este é o post de fechamento do projeto. 2 posts saíram em jornal, ambos relacionados ao cicloativismo. Para 2015 não programei nada. Mas para 2016, como não consegui concluir o projeto de 2014, acho que tentarei escrever um texto por semana. Vamos ver se conseguirei concluir isso.

Texto 23/52 – 4 monitores e um 1 teclado/mouse

MinhaMesa

Esse é o meu desktop 🙂

Muitas pessoas que entram na sala se assustam ao ver a gente trabalhando com múltiplos monitores. É um conforto muito grande poder colocar o código em uma tela e a aplicação e/ou debug na outra. Confesso que estranho quando estou no notebook e preciso ficar “alt-tabeando” as janelas o tempo todo.

Inicialmente 2 monitores atendiam as necessidades Mas chegou uma hora que me senti sem espaço. Como a CPU não comporta mais monitores simultaneamente, foi preciso buscar algum método de gambiarra “Recurso Técnico Avançado” que resolvesse o problema. A solução open-source que encontrei chama-se Synergy.

Mas e os 4 monitores? Simples. 2 em cada computador.Dá pra ligar até 15 computadores. Com um só teclado e mouse. Se cada máquina estiver conectada a 2 monitores então…

1338[1]

O Synergy permite ainda copiar/colar texto (nunca tentei arquivos, mas acho que não vai) entre computadores, mas não permite que eu abra um aplicativo em uma máquina e mova para a outra. Não dá pra ganhar todas 🙂

Texto 22/52 – O tempo se armou de fato…

Sábado passado (20/12/2014) ocorreu um assustador vendaval em Santana do Livramento e Rivera. Segundo li e ouvi, o vento passou por aqui (e seguiu pelo estado) chegou a mais de 200 km/h.

Oito torres de 600 toneladas da Usina Eólica foram derrubadas pelo vento, e uma grande quantidade de casas ficaram destelhadas. As arvores e postes de luz que não foram ao chão, ficaram penduradas ou ficaram retorcidas. Apenas uma morte foi confirmada na fronteira Livramento-Rivera, até o momento.

Fotos e vídeos estão pipocando na internet (principalmente no Facebook) sobre o incidente. Os amigos Daniel Badra, Fabian Ribeiro, PauloEstradeiro Fotografia trabalharam bastante esse fim de semana.

Abaixo, alguns links públicos que encontrei sobre o acontecimento aqui em Santana do Livramento.