Texto 9/52 – Tá dificil de blogar nesse blog

Ainda estou tentando arrumar a parte administrativa do blogengine.net, que está apresentando erro desde o mês passado. Assim que resolvo ou acho uma solução, já que eu não sou o único. Aceito sugestões 🙂

Quem tiver interesse em saber o que é, adianto que ao abrir o painel administrativo, aparece:
Error loading trash
Error loading recent comments
Error loading draft pages
Error loading draft posts
Error loading packages
Em breve novos posts. Ou um novo blog. Prometo.

Texto 6/52 – Mais um texto tapa buraco?

É. Confesso que está difícil de arrumar tempo para escrever. E traduzir um assunto pensado em texto então é mais complicado que parece. Mas estou só umas 6 semanas atrasado. No #365Fotos cheguei a ficar 12 dias atrasado. Dá tempo até o fim do ano o_O

Atingi os 1000 km pedalados no ultimo sábado (22/02/2014). Considerando que instalei o odômetro em 25/12/2011, só demorei só 790 dias (obrigado Excel) para chegar aos 1000 km. O que dá uma média de 1,265822785 km por dia (obrigado Excel de novo..hehehe). Espero que consiga atingir os 2000 km ainda em 2014. Então tenho que rodar bastante. A meta de chegar na praia do cassino no próximo verão ainda está viva.

Quase 1000km
Assim como no ano passado, estou com vontade de trocar de bicicleta. Ano passado não troquei a bicicleta, mas fiquei com vontade 🙂
É isso!

Texto 5/52 – “Novato” blogando é fogo

Escrevi um lindo texto para justificar o atraso no post da semana passada. Era pra ser um texto de duas linhas apenas para não deixar atrasar tanto. E ele ficou tão bom e saiu de forma tão fluida…Mas aí cliquei no lugar errado e o texto sumiu. E eu nem copiei antes de clicar, como sempre faço.

Coisas de quem está aprendendo 😛

Texto 4/52 – 4 anos de Unipampa….

No dia 22/01/2014 eu e mais uma porrada de colegas unipampeanos completamos 4 anos de Universidade. Parece que foi ontem que recebi do Pedro Conrad Jr. uma mensagem via MSN Messenger para olhar a lista de aprovados no concurso. A Cássia achou que era gozação minha quando disse a ela que tinha sido aprovado no concurso. E confesso que eu também demorei a acreditar na aprovação.

 
4 anos depois vejo que muita coisa mudou na Unipampa. E que muito mais coisa segue do jeito que era quando haviam pouco mais de 100 TAEs. Não vou enumerar aqui o que acho que mudou e o que não mudou pois este não é o foco do texto.
Antes da posse, em Bagé, conheci um cara lá de Caçapava, que tava mais perdido que eu. Conversando com ele descobri que era da área de TI. Também conheci uma colega que ia assumir no campus Livramento, e que achou a Malu a coisa mais linda (concordo com ela até hoje..hehehe). Via Internet conversei através do fórum do site PCI Concursos com alguns aprovados, que não tinham a menor ideia para onde iam. Até saber para onde iria (foram dias preocupantes), achava que se não ficasse em Livramento iria para Alegrete. Sorte a minha que fiquei aqui (e aprofundei mais as raízes que tinha na cidade).
No dia da posse, conheci pessoalmente um cara que só conhecia via internet. Esse cara estava conversando com outro novo colega, que iria ficar em Bagé mesmo. Eu fotografei os dois e o de Bagé me fotografou. Como ia enviar e receber as imagens sem anotar e-mail depois eu não tinha ideia. 9 ou 10 meses depois da posse resolvemos a questão (não achei a outra foto agora, depois atualizo o post). Conheci ainda meu chefe imediato e não conheci meu colega de setor. Esse cara fui conhecer uns dias depois da posse e a saída dele do campus Livramento me fez ficar com os olhos suados. Mas isso é para outro dia 🙂
 
 
Quando cheguei no campus não sabíamos por onde começar. Lembro que uma das primeiras tarefas que executamos foi organizar a rede, que rodava via wifi ligado a outro wifi e quando o primeiro trancava, todo mundo ficava sem internet. Não foi fácil resolver isso, principalmente a parte de furar laje de concreto e encarar os morceguinhos 🙂
 
Sinceramente, se vou me aposentar na Unipampa ou farei outro concurso (ou pedirei uma redistribuição), não sei. O amanhã é incerto demais. Por enquanto estou lá. É isso.
 
Em 2010 fiz um Photosynth do campus para comparar com outro Photosynth no futuro. Se a Microsoft não encerrar o serviço por falta de usuários (além do meu irmão e de mim não conheço outros usuários) em breve faço outro. Quem quiser ver clique aqui e aqui.

Texto 1/52 – Um projeto louco mais louco que o #365Fotos

Em 2013, por inspiração do projeto #366Musicas do Nick Ellis fiz o #365Fotos, que com muito esforço e dedicação terminou dia 31/12/2013. Foi puxado, mas gratificante. Fiquei com o olho mais treinado para fazer boas fotos. Como essa era a meta, acho que consegui \o/


www.flickr.com

Ainda em 2013, notei que minhas habilidades em escrever estão fracas. Então para 2014, exercitarei esse lado. Como sei o que passei para fazer 1 foto por dia (e teve um dia que esqueci de fotografar), esse ano farei um texto por semana, o que me permitirá escrever uma parte do texto por dia e assim em 1 semana terei alguma coisa decente para apresentar.

Estou acertando comigo mesmo e deixando publicado aqui que:

  • Não escreverei textos demasiadamente chatos, longos, bestas (mas com um pouco de humor)
  • Não falarei sobre o mesmo assunto durante duas semanas
  • Não usarei esse espaço para colocar “coisas que eu fiz/faço/vi/etc” durante a semana
  • Terei idéias de texto por 52 semanas e assim não terei que usar “muletas” (como fiz algumas vezes no #365Fotos)

Esse é o texto 1. Vamos ver o que vai ser produzido em 2014.