Texto 13/52 – Como atualizar o WordPress na mão

Embora esteja devendo uns 35 textos para deixar o #52Textos em dia, tenho gostado muito do WordPress. Hoje ao abrir o painel de admin para tentar escrever um texto, vi que haviam 11 atualizações. Dessas, 5 eram dos temas que baixei, 5 de plugins que estão instalados e uma relativa a versão do site. O sistema de atualização automática é ótimo e até então sempre funcionou bem. Assim, fazer as atualizações de tema e de plugin foi super fácil. Mas a atualização de versão não funcionou. O erro foi de time out do script de atualização. Então para mudar a versão precisei partir ir para a atualização manual.

Foi o que fiz. O link para executar a atualização manual está aqui.

Quem quiser ver as novidades da ultima versão abra esse link aqui.

É isso!

Texto 11/52 – Tchau BE. Olá WP

Consegui resolver o problema do blog. Se não dá pra consertar o motor, troca-se. Assim, saiu de cena o BlogEngine.NET (BE) e entrou o WordPress (WP).

Estava usando o BE desde 2008. E até gosto dele. Mas o maior problema foi a necessidade de Full Trust no servidor. E o meu infelizmente não oferece mais esse recurso na plataforma .Net 4.5 (mais uma exigência do BE). Com certa alegria no coração li que tinha saido a versão 3.0 do BE. Mas as necessidades continuavam iguais. Como o WP não precisa disso para funcionar, instalei ele. Quem acessar o blog pelo endereço antigo verá um redirecionamento para este.

Todos os posts do BE foram importados para o WP. Para conseguir isso, instalei um plugin de importação e que embora desatualizado, funcionou. Precisou mudar uns comandos aqui e ali, mas nada demais.

Quanto ao layout do blog, ainda estou vendo o que funciona e o que não funciona. Agora não posso mais inventar desculpas para não escrever 🙂